Resenha: O dia do coringa

O Dia do Curingo“Você já pensou que em um baralho existem muitas cartas de copas de ouros, outras tantas de espadas e de paus, mas que existe apenas um curinga?” pergunta a sua mãe certa vez a jovem sofia, protagonista de O mundo de Sofia.

Este é o ponto de partida deste outro livro de Jostein Gaarder, a história de um garoto chamado Hans-Thomas e seu pai, que cruzam a Europa, da Noruega à Grécia, à procura da mulher que os deixou oito anos antes.

No meio desta viagem, um livro misterioso inicia uma narrativa paralela, onde mitos gregos, maldições de família, náufragos e cartas de baralhos que ganham vida transformam a viagem de Hans-Thomas em uma verdadeira iniciação a busca de conhecimento, ou mesmo filosofia.

O Dia do Curinga é uma história de muitas viagens fantásticas que se entrelaçam numa viagem única, e ainda mais fantástica, e que só pode ser feita por um grande aventureiro, que é o leitor.

“O mais importante dessa bebida púrpura, é que o prazer que ela propicia, não se resume a apenas um sabor. […] E tem mais, a bebida púrpura não deixa seu gosto apenas na boca de na garganta, mas em cada fibra do seu corpo.”

Visão da Blogueira: O Dia do curinga é uma leitura cheia de filosofia, pois trata de assuntos de grande relevância dentro da filosofia. A genialidade que o autor usa é diferenciada de qualquer outro romancista, tudo o que acontece é uma dica do está por vir nos próximos capítulos, mas mesmo assim o leitor será incapaz de saber o verdadeiro final dessa história até que tenha lido todo o desfecho do livro, que é trabalhado paralelamente com o livrinho que Hans-Thomas encontra.

Na minha visão neste livro o menino Hans-Thomas acaba por ser o curinga desta história, que está entre todos mas não se encaixa, que tem uma filosofia de vida própria. Se o leitor procurar entender a fundo esta narrativa, vai ver o conflito dentro de si mesmo, procurando saber se ele mesmo não é um curinga na vida que leva.

Será que nós não somos apenas curingas vivendo dentro do jogo de baralho da vida?

Autor do Livro: Jostein Gaarder

Editora: Cia. Das Letras – Gênero: Ficção – Ano: 2012 – Páginas: 382

Classificação: ClassificaçãoEstrelaClassificaçãoEstrelaClassificaçãoEstrelaClassificaçãoEstrelaClassificaçãoEstrela

Uma ideia sobre “Resenha: O dia do coringa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *