Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – Versão Illustrada

Harry Potter já é perfeito, ilustrado então, não tem como não amar. Então para todos, que assim como eu, estavam ansiosos por essa notícia:

“A Versão ilustrada, e em português, de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, será lançada em Abril/2018.”

Segundo informações retiradas do site “https://potterish.com” a Editora Rocco informou que a versão Ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban chegará às livrarias do Brasil em 2 de Abril de 2018. Essa novidade é de aquecer o coração, não é mesmo? Principalmente para nós amantes de Harry Potter.

Veja algumas imagens das ilustrações que você encontrará nesta linda edição:

“Juntamente com Rony e Hermione, seus melhores amigos, Harry Potter está no terceiro ano na Escola de Magia e Bruxaria  de Hogwarts. Os assustadores guardas da prisão de Azkaban foram chamados para vigiar as entradas da escola, pois um perigoso assassino está foragido e tudo indica que o seu alvo é o Herdeiro de Lilian e Tiago Potter. O que acontecerá com Harry diante dessa ameaça?”

“Em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban o leitor estará mais uma vez mergulhado no mundo magico de Hogwarts, só que dessa vez Illustrada e cheia de detalhes, e participando de aventuras repletas de imaginação, humor e emoções que repetem o encantamento proporcionado pelos outros livros.”

Está preparado para todo esse encanto? Eu não sei se meu coração aguenta!!! Principalmente essa ansiedade pela chegada do dia 02 de Abril.

Vamos aguardar juntos?

Qualquer novidade volto aqui correndo para contar para vocês.

 

 

JoiceAssinatura

 

 

Quer saber sobre outros livros? Leia mais em: http://limu.com.br/tag/resenhas/

Quer mais novidades sobre o Limu? Nos siga também em nossas redes sociais:

Facebook:- https://www.facebook.com/LivrosMusicaInspiracoes/

Twitter:- https://twitter.com/limu_inspiracoe

Skoob:- https://www.skoob.com.br/usuario/609086

Instagran:- https://www.instagram.com/limu_inspiracoes/

Inventei você?

Alex está no último ano do ensino médio e trava uma batalha diária para diferenciar realidade de ilusão. Armada com uma atitude implacável, sua máquina fotográfica, uma bola 8 mágica e sua única aliada  – a irmã mais nova – ela declara uma guerra contra sua esquizofrenia, e pretende vencer. Determinada a se manter sã o suficiente para terminar o colegial e entrar na faculdade.

E Alex está bem otimista com suas chances, até se deparar com Miles. Será mesmo aquele garoto de olhos azuis, com quem ela compartilhou um momento marcante no passado? Mas, aquele garoto, não tinha sido produto de sua imaginação?

Antes que possa perceber, Alex está fazendo amigos, indo a festas, se apaixonando e experimentando todos os ritos de passagem tipicamente adolescentes. O problema é que ela talvez não esteja preparada para ser tão normal assim.

Visão da Blogueira: Um livro fascinante e provocativo, extremamente intrigante, Inventei você?, vem com uma premissa diferente. Descreve a luta que Alex, uma adolescente com um quadro de esquizofrenia, trava para se adaptar a sociedade preconceituosa e nada informada do colégio East Shoal.

“Eu me afastei de costas, puxando uma mecha de cabelo. Já tinha visto comentários sobre essas coisas. Bullyng, brutalidade na escola. Eles não raspariam minha cabeça, raspariam? Mas havia tanta gente, todo mundo assistindo, esperando. Os homens de terno no telhado não faziam nada, bela segurança escolar”. (Inventei você? – pág. 53)

Apesar de tratar-se de um assunto, muitas vezes visto com um certo tabu, este livro é engraçado e divertido. O leitor se apaixona logo nas primeiras páginas por Alex, e passa a enxergar o mundo da forma que ela enxerga. O que mais surpreende, é compreendermos que na maioria das vezes ela passa por dúvidas e incertezas como qualquer outro ser humano.

Sabe quando um livro de pega de tal forma, que você quer a todo momento falar sobre ele com alguém? Pois bem, este livro é assim. Ele te faz rir e chorar, refletir sobre o quanto nos preocupamos em ficar sempre procurando o que é real, quando na verdade precisamos encontrar apenas o que nos faz feliz.

“A Definição de insanidade de Einstein, é fazer a mesma coisa repetidas vezes e esperar resultados diferentes. ” – (pág. 65)

 

Autor do Livro: Francesca Zappla

Editora: Verus  – Gênero: Ficção – Ano: 2017 – Páginas: 346

Classificação: 

JoiceAssinatura

 

 

Você já leu este livro? Conte-nos o que achou para sabermos sobre sua experiência. Afinal, nós escrevemos para você, e gostaríamos muito de saber sua opinião. Deixe aqui o seu comentário, é rapidinho. *-*

Quer saber sobre outros livros? Leia mais em: http://limu.com.br/tag/resenhas/

Quer mais novidades sobre o Limu? Nos siga também em nossas redes sociais:

Facebook:- https://www.facebook.com/LivrosMusicaInspiracoes/

Twitter:- https://twitter.com/limu_inspiracoe

Skoob:- https://www.skoob.com.br/usuario/609086

Instagran:- https://www.instagram.com/limu_inspiracoes/

O Diário de Anne Frank

Título: O Diário de Anne Frank

Anne Frank nasceu em 12 de Junho de 1929. Ela morreu aprisionada no campo de concentração Bergen-Belsen, três meses antes de completar 16 anos. Otto H. Frank (Pai de Anne) foi o único membro da família que sobreviveu ao Holocausto. E morreu em 1980.

Anne Frank escreveu um diário entre 12 de Junho de 1942 à 1º de Agosto de 1944. A princípio guardava-o para si mesma. Até que, certo dia, de 1944, Garret Bolkestein, membro do governo Holandês no exílio, declarou em transmissão radiofônica que, depois que a guerra terminasse, esperava recolher testemunhos oculares do sofrimento do povo Holandês sob ocupação Alemã e que estes pudessem ser postos à disposição do público. Referiu-se especificamente a cartas e diários.

Otto Frank foi quem se dedicou a levar a mensagem do diário da filha às pessoas do mundo todo.

Nota da Blogueira: Meu amigo leitor, é bom lembrar que ao ler as palavras escritas por Anne, vivi intensamente um pouco mais do que foi ser Judeu naquela época, e me compadeci do sofrimento deles, sentindo que hoje, temos tudo nas mãos e mesmo assim estamos em busca de algo maior.

Continue lendo

O Morro dos Ventos Uivantes

Esta é uma história de amor e obsessão. E de purgação, crueza, devastação. No centro dos acontecimentos estão a voluntariosa e geniosa Catherine Earnshaw e seu irmão adotivo Heathcliff. Rude nos modos e afetos, humilhado e rejeitado, ele aprende a odiar; mas com Catherine desenvolve uma relação de “Amor e ódio”, paixão e também perversidade, criando assim um laço de relacionamento muito forte, o que não se sabe é se é o Amor ou o ódio que os mantém unidos. Nada destruirá a essência desse laço – porém quando ela se casa com outro homem, por convenções sociais, as consequências são irreparáveis para todos em volta.

Nota da Blogueira: Meu amigo leitor, devo lhe informar que você está prestes a adentrar o inferno. Mas não hesite: esta viagem valerá cada segundo do seu tempo.

 “E o que não me faz recordá-la? Não posso olhar para este chão, pois seus traços estão impressos nas lajes! Em cada nuvem, em cada árvore…enchendo o ar à noite, e vislumbrada em cada objeto de dia…estou cercado pela sua imagem! Os rostos mais comuns de homens e mulheres, meus próprios traços, debocham de mim com alguma semelhança. O mundo inteiro é uma terrível coleção de recordações de que ela existiu, e de que eu a perdi! ” – (Heathcliff sobre Catharine)

Visão da Blogueira: Com um olhar sensível e agudo, Emily Brontë fez de “O morro dos ventos uivantes” além de um clássico da literatura estrangeira, um retrato comovente e um estudo da degradação humana provocada pelas armadilhas do destino em consequência de um grande amor.

Mas não se engane, apesar de essa história se tratar de um amor, que chega a ser mais forte que a separação da morte, em “O Morro dos Ventos Uivantes” é voltado principalmente para vinganças e rancores. Realmente uma história mórbida, mas Emily Bronte conseguiu trabalhar a narrativa de forma a nos prender do começo ao fim, e ainda, a nos fazer torcer por esse amor que, de certa forma, não deveria de forma nenhuma acontecer.

Continue lendo

O Menino que Desenhava Monstros

Jack Peter Keenan vive em um vilarejo disperso na costa do Maine com seus pais. É inverno, há tempestades de neve, e o mar congelante e a sombria floresta de pinheiros isolam a família de todos, com exceção de uns poucos amigos.

“Não tenha tanta certeza sobre as coisas que não pode ver. A mente conjura o mistério, mas é o espírito que fornece a chave.” – p. 75

O Silêncio se torna ameaçador e ruídos inexplicáveis provam que os Keenan não estão sozinhos.

Visão da Blogueira: Primeiramente devo dizer que este livro tem toda uma narrativa misteriosa e envolvente. A forma como o autor trata a Síndrome de Asperger – que se trata de um distúrbio de desenvolvimento que afeta a forma como o indivíduo se comunica afetivamente, ou seja, ele possui formas diferentes de mostrar seus sentimentos –  nos faz obter um conhecimento maior sobre esta síndrome.

Jack é uma criança que sofre da Síndrome de Asperger, por este motivo e por escolha dele, ele vive confinado, e possui apenas um amigo (filho de um casal de amigos de seus pais,) e o que mais o diverte na maior parte do tempo, é desenhar, com as canetinhas que a mãe o presenteou.

A autora trabalha com uma narrativa clara e bem interativa dinâmica, através de muitos detalhes, mas sem ficar cansativo, ela mostra exatamente como cada personagem se sente em relação a convivência com Jack e seus pensamentos, medos, loucuras e paranoias. A história é tão bem formada psicologicamente, que em alguns momentos é possível que o leitor tenha a impressão de estar vivenciando, com exatidão, o sentimento que Jack possui dentro de si.

Com um final que nos surpreende, este livro enche o leitor de expectativas, e no meu caso, atendendo cada uma delas no final de forma totalmente inesperada.

 

Com um designe maravilhoso, a DarkSide Books, nos traz um livro impressionante e com uma riqueza de detalhes espetacular. Envolvendo-nos em um mistério desde a capa do livro até a última palavra escrita.

Eu amei este livro e recomendo a leitura. Espero que vocês também gostem e volte aqui para compartilhar com o “Limu” suas experiências após essa leitura.

Autor do Livro: KEITH DONOHUE

Editora: DarkSide Books – Gênero: Ficção e Terror – Ano: 2016 – Páginas: 256

Classificação: ClassificaçãoEstrelaClassificaçãoEstrelaClassificaçãoEstrelaClassificaçãoEstrelaClassificaçãoEstrela

Você já leu este livro? Conte-nos o que achou para sabermos sobre sua experiência. Afinal, nós escrevemos para você, e gostaríamos muito de saber sua opinião. Deixe aqui o seu comentário, é rapidinho. *-*

Quer saber sobre outros livros? Leia mais em http://limu.com.br/tag/resenhas/

Quer mais novidades sobre o Limu? Nos siga também em nossas redes sociais:

Facebook:- https://www.facebook.com/LivrosMusicaInspiracoes/

Twitter:- https://twitter.com/limu_inspiracoe

Skoob:- https://www.skoob.com.br/usuario/609086

Instagran:- https://www.instagram.com/limu_inspiracoes/JoiceAssinatura

A Mediadora – Lembranças

Resenha: Lembranças

Você pode tirar a escuridão do garoto, mas não pode tirar o garoto da escuridão. Tudo o que Suzannah Simon quer, é causar uma boa impressão em seu primeiro emprego desde a formatura, e desde que se tornou noiva do Dr. Jesse de Silva. Mesmo que o trabalho não seja remunerado; e o relacionamento mais casto do que ela gostaria. Como se não bastasse, um fantasma do passado resolve aparecer para bagunçar sua vida já bastante enrolada. E esse não é um espectro que ela possa mediar.  Afinal, Poul Slater está bem vivo, milionário, e ainda por cima é a nova dona da antiga casa de Suzan. Aquela na qual conheceu Jesse. Isso não seria um problema se ela não tivesse acabado de descobrir que uma antiga maldição poderá transformar seu amado em um demônio, caso o antigo local de descanso dele – não tão eterno assim – seja violado. Ou demolido como Poul Pretende.

Agora ela precisa dar um jeito em Poul, que está chantageando-a sexualmente – isso mesmo… ou ela dorme com ele, ou perde Jesse – enquanto tenta ajudar uma caloura com o fantasma de uma menininha muito poderosa… E ainda achar um par de botas perfeito para o seu uniforma de caça fantasmas.

É isso aí, quando se é uma mediadora, conselheira, noiva frustrada, as coisas podem sair um pouco do controle.

Visão da Blogueira: O livro Lembranças, nos traz uma narrativa divertida e simples. Trata-se de um livro com uma leitura bem rápida, pois é um livro que cativa. Para quem já leu outros livros da autora, Meg Cabot, sabe que ela usa de humor e simplicidade em sua escrita, nos levando a uma leitura tranquila, com detalhes suficientes para que você se sinta no mundo em que os personagens vivem. Devo dizer que apesar de não ter nada de “clichê”, agora Suzannah, já mais velha, tem que lidar com seus problemas de forma madura e descobrir que toda ação tem uma reação. Neste livro a autora deixa bem explícita a questão de que, podemos tudo, desde que estejamos dispostos a arcar com as consequências futuras.

Eu super. indico esta série, pois ela rende muitas risadas e um bom entendimento sobre o mundo espiritual, vale a pena curtir esta leitura.

Autor do Livro: Meg Cabot

Editora: Galera – Gênero: Ficção – Ano: 2013 – Páginas: 422

Classificação:

JoiceAssinatura

 

 

Você já leu este livro? Conte-nos o que achou para sabermos sobre sua experiência. Afinal, nós escrevemos para você, e gostaríamos muito de saber sua opinião. Deixe aqui o seu comentário, é rapidinho. *-*

Ainda não leu? Quer comprá-lo? Vamos mostrar onde:

Submarino: – http://compre.vc/v2/73d57336

Americanas:- http://compre.vc/v2/ceafc5ba

 

Quer saber sobre outros livros? Leia mais em http://limu.com.br/tag/resenhas/

Quer mais novidades sobre o Limu? Nos siga também em nossas redes sociais:

Facebook:- https://www.facebook.com/LivrosMusicaInspiracoes/

Twitter:- https://twitter.com/limu_inspiracoe

Skoob:- https://www.skoob.com.br/usuario/609086

Instagran:- https://www.instagram.com/limu_inspiracoes/

 

Por um Toque de Ouro

“Sentiu uma onda de poder inundar seu peito, causando queimação. Respirou fundo e contou mentalmente até três. Aquele era o seu número sagrado. O número das folhas do trevo da sorte, símbolo em seu anel.

Um… Dois… Três.

Talvez fosse mesmo um Leprechaun.” – Carolina Munhóz

Sorte, sucesso e muito dinheiro. Esta seria a receita da felicidade para muitas pessoas, não é mesmo? Mas, e se descobríssemos que algumas das pessoas mais ricas do mundo tivessem muito mais do que simples riquezas, mas sim um dom especial?

Emily O’Connell nunca havia imaginado que sua incrível sorte tinha haver com uma lenda muito conhecida na Irlanda.

Herdeira de uma das marcas mais luxuosas de sapatos e bolsas haute couture do mundo, sorte e glamour praticamente correm no sangue de sua família. Um dia, porém, Emily percebe que sua sorte talvez seja muito maior do que imagina.

Continue lendo

O Mundo de Sofia

o-mundo-de-sofiaÀs vésperas de seu aniversário de quinze anos, Sofia Amundsen começa a receber bilhetes e cartões postais bastante estranhos. Os bilhetes são anônimos e perguntam a Sofia quem é ela e de onde vem o mundo em que vivemos. Os postais foram mandados do Líbano, por um major desconhecido, para uma tal de Hilde Knag, jovem que Sofia igualmente desconhece.

O mistério dos bilhetes e dos postais é o ponto de partida deste fascinante romance, que vem conquistando milhões de leitores em todos os países em que foi lançado. De capítulo em capítulo, de “lição” em “lição”, o leitor é convidado a trilhar toda a história da filosofia ocidental – dos pré-socráticos aos pós-modernos -, ao mesmo tempo em que se vê envolvido por um intrigante Thriller que toma um rumo muito surpreendente.

“O fato de o mar estar calmo na superfície não significa que algo não esteja acontecendo nas profundezas” – O Mundo de Sofia Continue lendo

As Gêmeas

as-gemeasDuas irmãs espertas e unidas criadas por uma mãe que não ligava para regras. O que poderia dar errado? Vivendo em uma comunidade Hippie no país de Gales. Viola e Issy tentaram ao máximo adiar o momento de crescer. As meninas imaginaram que focariam juntas e livres para sempre –  ao lado de sua mãe que era tão mais legal quando não bebia… Mas o tempo do aconchego ficou definitivamente para trás.

Agora, Issy luta para construir uma carreira de valor em um mundo falso e competitivo. E Viola está lentamente destruindo a si mesma, consumida por uma culpa secreta. Profundamente conectada com a irmã, Issy tenta ajudá-la a sair do abismo que ela mergulhou. Issy cria coragem então de voltar para a cidade de sua infância e enfrentar alguns fantasmas.

“Mamãe pensava que a disciplina e as regras inibiam o desenvolvimento natural das crianças. Rotinas e meias limpas não eram importantes. Pais não eram necessários. O que importava era o amor.” – Saskia Saeginson (As gêmeas)

Continue lendo

Magya

magyaSétimo filho de uma família para lá de especial, Septimus Heap desaparece no dia de seu nascimento e é declarado morto pela parteira. Na mesma noite, seu pai, o Mago Silas Heap, encontra uma recém-nascida abandonada. Os Heap, então, adotam a menina e dão a ela o nome de Jenna. Dez anos mais tarde, a verdade sobre aquela noite e a origem de Jenna vêm à tona e a garota sofre uma tentativa de assassinato, obrigando a família Heap a fugir. Além disso, a Maga Extraordinária é destituída de seu cargo e uma nova ordem é instaurada no Castelo. Muitas mudanças à vista e, ao que tudo indica, a confusão tem relação com ninguém menos que Septimus, até então um simples sentinela.

Trata-se do primeiro livro da Série Septimus Heap. A série conta a história do aprendiz de feiticeiro Septimus Heap – criado como soldado do Exército Jovem e conhecido apenas como Menino 412, sem saber que está, na verdade, predestinado a cumprir uma antiga e poderosa profecia – e de uma menina destinada a se tornar princesa. Ambientada numa Inglaterra de conto-de-fadas, a jornada de auto descoberta dos dois é repleta de seres encantados e muito divertidos, feitiços, poções mágicas, segredos, mistérios e, claro, muita aventura. Todos os ingredientes de uma boa história de fantasia, temperados com muita originalidade e uma narrativa bem-humorada e envolvente.

Continue lendo