Um pouco de Aline Silva

Aline SilvaAline Silva nasceu em 1º de Maio, na cidade de Arapiraca. Garota sonhadora, Aline começou a escrever ainda muito nova, quando tinha 12 anos, adorava ler e inventava suas histórias. Aos 17 anos já havia escrito três obras que tratavam do assunto amizade, um romance e um livro de poesias. Decidiu então que deveria publicar seu livro “A vóz que não sai” (Tem resenha no Blog Já, vai conferir), um romance que lhe permitiu desvendar os mistérios do primeiro amor e a busca do seu próprio sonho em ser escritora.

O que o Limu gostaria de saber sobre a Aline Silva:

Aline, o que te levou a ser uma escritora?

Resposta Aline: O meu jeito, sou muito reservada. Antes eu era do tipo de garota que sentava num canto da escola, observava todos ali presentes e são por esses motivos que comecei a fazer histórias pequenas, recebendo um “continue escrevendo”, e é isso o que ando fazendo.

Quais são os escritores que influenciaram em sua decisão de escrever?

Resposta Aline: Clarice Lispector, Augusto Cury e Nicholas Sparks.

 Conte-nos um pouco de sua trajetória como escritora?

Resposta Aline: Sempre gostei de escrever, até que um dia no colégio a professora nos atribuiu que fizessemos uma narrativa. Foi nesse exato momento que comecei a fazer poesias, poemas, criar histórias das quais a primeira foi: “Anjo amigo.” Encadernei e passava para todos lerem, e cada um que liam colocava seus nomes e uma mensagem de motivação. No final do ano de 2014 comecei a ter aquela vontade de escrever um livro, por completo, com capítulos, ou seja, meu intuito era fazer um livro de verdade, passei o natal escrevendo, e a cada linha, parágrafo, escrevia mais. Quando já estava quase no fim da trama, consegui uma Editora, pelo qual me interessei em publicar.

Você pretende continuar escrevendo mais livros? O que pode nos adiantar sobre este assunto?

Resposta Aline: Sim, inclusive estou no final do segundo: “Rumos contrários” e início do terceiro, pra ser mais especifica, fora esses aí há mais três em mente.

De onde vem os personagens que você cria? De alguma forma se relacionam com alguém que conhece?

Resposta Aline: Meus personagens aparecem no decorrer do que vivo, quer dizer, aonde chego, em uma praça, em um banco ou qualquer outro local, se caso eu não tenha um diálogo e me interesse, produzo um objetivo para quem passou pelo mesmo caminho que o meu.

Qual é a sensação de ir a uma livraria e encontrar um livro seu a venda?

Resposta Aline: A sensação é de pura emoção, não há palavras que expressam um sonho ali numa prateleira, ou até mesmo na mão de alguém.

Como surgem as ideias para criar um livro?

Resposta Aline: Curto bastante escutar músicas, ver vídeos de bandas, observo os locais por onde passo e acredito que quem nasce para escrever o mundo ao seu redor a ideia é exatamente enxergar o que outro esconde por trás do olhar.

Agora é um momento seu, fique à vontade para falar algo sobre você que gostaria que os Leitores soubessem?

Resposta Aline: Acredito que todos tenham um sonho, um objetivo de vida… Um dos meus sonhos, consegui realizar, lutei bastante para que isso acontecesse. Não sei quem são as pessoas que lerão, mas eu sei que cada uma, possui seus sonhos, lute por isso, alcançou o seu? Ótimo, continue lutando sempre. O exercício da força é não parar nunca de tentar. Para mim, escrever é um modo “desativa” dos problemas e embarco de corpo e alma, naquilo que me chama, sem mesmo falar. Embarquei num mundo não só de palavras, mas também de sentimentos, o que nos faz bem, sim, com certeza é o melhor caminho a se seguir… E esse é o meu mundo, no qual ele me escolheu ou o escolhi, pois tudo que há mistério, segredos, me instiga a revelar, escrever é a minha paixão, e gostaria de dizer, seja qual for sua vontade, por menor ou maior que seja, lute até o fim!

JoiceAssinatura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *