Humberto Gessinger

Olá meus amores!!!
Espero que esteja tudo bem com vocês!!!!

No mês passado, dia 26/05/2017, fomos a um show incrível. O show do Humberto Gessinger que aconteceu em São Carlos/SP. Não costumamos colocar coisas do nosso dia a dia no blog, apenas assuntos voltados para a música, livros e coisas assim. Mas como isso tem tudo a ver com música, não podíamos deixar passar.

O Humberto é um artista espetacular e deixou isso bem claro em toda sua carreira, e nesse show pude ver de perto tudo isso. Ele é um músico completo: cantor, compositor, multi-instrumentista e ainda é escritor, enfim, não há o que dizer de negativo desse artista versátil. O Show foi perfeito, ele tocou na íntegra o seu album de 1987, A Revolta dos Dandis, e vários outros sucessos. É um show comemorativo dos 30 anos desse álbum, e também conta com lançamento de seu novo compacto Desde Aquele Dia, do qual já falamos aqui no blog.

Por tudo isso e muito mais, resolvi falar um pouquinho sobre o Humberto que nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, no dia 24 de dezembro de 1963,  (três dias após o nascimento do meu pai, interessante não? Eu amei saber disso…). Cursou a Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mas não terminou o curso.

Em 1984, junto com os amigos da faculdade, formou a banda de rock Engenheiros do Hawaii que em 1986 a banda lançou seu primeiro álbum, “Longe Demais das Capitais”. A banda fez grande sucesso nos anos 80 e 90. Em 2008, o grupo resolver encerrar as atividades.

Tudo bem, até pode ser
Que os dragões sejam moinhos de vento
Tudo bem, seja o que for
Seja por amor às causas perdidas.”  Trecho da música Dom Quixote do Engenheiros do Hawaii

Continue lendo

Urgentemente

É urgente o amor
É urgente um barco no mar

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos, muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.

Eugénio de Andrade, em “Até Amanhã”

JosyAssinatura

Be Yourself – Audioslave

Bom dia meus amores!!! Espero que esteja tudo bem com vocês…

Como vocês já perceberam, não gostamos de falar de coisas tristes, mas hoje não pude deixar de fazer uma postagem em homenagem a um cantor que admiramos muito, que fez a diferença no mundo da música e que ,de uma forma muito trágica. decidiu tirar sua vida.

Chris Cornell (Christopher John Boyle), nasceu em Seattle, nos EUA, em 20 de julho de 1964. Foi um foi um cantor, guitarrista e compositor americano. Reconhecido como um dos pioneiros, e dono de uma das melhores vozes, da cena grunge de Seattle. Fundou o grupo Soundgarden ao lado do guitarrista Kim Thyail e do baixista Hiro Yamamoto, em 1984.

Depois, Cornell formou o supergrupo Audioslave, com membros do Rage Against the Machine (Tom Morello, Tim Commerford e Brad Wilk). Em 2007, se concentrou em carreira solo que foi do pop rock ao acústico antes da volta do Soundgarden, em 2010.

Para nossa tristeza Chris morreu nesta quarta-feira (17) à noite aos 52 anos, em Detroit. Médicos legistas confirmaram a causa da morte como suicídio por enforcamento.

Em sua homenagem, vamos falar de Be Yourself, música que foi o primeiro single da banda Audioslave gravada para seu segundo álbum chamado Out of Exile, que foi lançado no dia 2 de junho de 2005. A música foi a número um do Hot Modern Rock Tracks durante três semanas em 2005, e número um também no Hot Mainstream Rock Tracks durante sete semanas, no mesmo ano.

Em sua letra a música fala sobre diferentes sentimentos da vida que podem estar acontecendo ao mesmo tempo, uns choram enquanto outros sorriem, no entanto como a música mesmo diz, “To be yourself is all that you can do” (Ser você mesmo é tudo que você pode fazer), independente do que aconteça.

Além de “Like a Stone”, “Be Yourself” é considerada a música mais conhecida da banda, e ainda é tocada em estações de rádio de todo o mundo.

É uma pena que perdemos um artista tão talentoso e como o Chris, o que nos conforta é que seu legado continuará  para sempre pois a música é imortal!!!!

Música: Be Yourself
Artista/ Banda:
Audioslave
Compositor:
Audioslave/Chris Cornell
Álbum: Out of Exile
Lançamento: 2005
Gravadora:JosyAssinatura Interscope

Cornelia Funke

Boa noite amores e amoras, espero que esteja tudo ótimo com vocês. Depois de algum tempo e já com muitas saudades de vocês, venho lhes trazer um post fresquinho e recheado de curiosidades.

Preparados?

Então…vamos Lá!!!

Quem nos acompanha pelo Skoob deve saber que a leitura da vez é Sangue de Tinta, da maravilhosa autora Cornelia Funke, pois bem, é sobre ela mesma que vamos falar agora.

“Existe algo mais belo neste mundo do que as letras? Sinais mágicos, vozes dos mortos, peças dos mundos maravilhosos, melhores do que este. Elas consolam e espantam a solidão. São guardiãs de segredos, arautos da verdade…” ― Cornelia Funke

Essa maravilhosa autora, nasceu em 1958, em Dorsten, na Alemanha. Escritora e ilustradora de livros infantis e juvenis, recebeu diversos prêmios literários. Com mais de quarenta títulos publicados, é autora, entre outros, do aclamado O senhor dos ladrões, publicado em 2004 pela Cia. das Letras e best-seller na lista do New York Times. Entre os seus maiores sucessos, está também a trilogia Mundo de Tinta, cujo primeiro volume, Coração de tinta, adaptado para o cinema, tornou-se um best-seller mundial, com mais de 4 milhões de exemplares vendidos.

O primeiro volume desta trilogia encantadora, foi adaptada para o cinema em 2008, contando com uma atuação maravilhosa do ator Brendam Fraser.

Faço uma pausa aqui para dar a minha opinião sobre o filme, que achei encantador, apesar de a forma como os fatos ocorrem não ser exatamente como no livro, o filme soube passar a ideia do que é o Mundo de Tinta criado pela autora Cornélia Funke.

Continue lendo

Song on Fire – Nickelback

Olá meus amores e minhas amoras!!!! Espero que esteja tudo bem com todos vocês S2

E vamos lá para mais um post sobre música?

Então, hoje vamos trazer uma novidade da banda de Rock canadense Nickelback. A banda está preparando o lançamento do seu novo álbum “Feed the Machine” seu nono álbum de estúdio e sucessor ao álbum lançado em 2014, “No Fixed Address”.  O novo álbum tem previsão de lançamento para o dia 16 de Junho de 2017

E há alguns dias a banda lançou a musica Song on Fire, sendo a segunda faixa lançada desse novo álbum. A primeira foi lançada no início de fevereiro desse ano e dá nome ao álbum.

Song on Fire contesta o peso de “Feed the Machine”, possui uma melodia de guitarra suave e sombria. Composta pelo vocalista da banca Chad Kroeger, a letra possui partes onde mostra o desespero e o choro de uma pessoa ao escrever letras de músicas. Algumas especulações dizem que a música pode ser sobre a separação de Chad com sua ex-esposa Avril Lavigne.

Vamos curtir abaixo esse novo som? Deixem seus comentários sobre o que acharam desse lançamento :)

Música: Song on Fire
Artista/ Banda:
Nickelback
Compositor:
Chad Kroeger
Álbum: Feed the Machine
Lançamento: 2017
Gravadora:JosyAssinatura BMG

Ponto de Impacto

Às vésperas da eleição presidencial norte-americana, uma incrível descoberta da NASA pode mudar todo o cenário político. A agência espacial encontra um enorme meteorito enterrado na geleira Milne, no alto Ártico, contendo fósseis – uma prova irrefutável da existência de vida extraterrestre.

“Gabrielle Ashe, olhou para Marjorie através do vidro e sentiu um profundo incômodo.  Aquela mulher era uma víbora astuta, e sua presença era totalmente inesperada. ” – Ponto de Impacto

A extraordinária revelação é feita exatamente quando a NASA se torna uma questão central na disputa pela presidência. O candidato à reeleição, o presidente Zachary Herney, vem perdendo pontos com os ataques de seu oponente, o senador Sedgewick Sexton, à ineficiência e aos gastos excessivos da agência espacial.

Para evitar especulações sobre a autenticidade do meteorito, a Casa Branca convoca Rachel Sexton, analista do NRO – o Escritório Nacional de Reconhecimento, importante organização da comunidade de inteligência americana – e filha do adversário do presidente, para verificar os dados levantados pela NASA. Além dela, quatro renomados cientistas são enviados para o Ártico, entre eles o oceanógrafo e apresentador de TV Michael Tolland.

Continue lendo

Don’t Stop Dancing – Creed

Olá amores e amoras!!!

Já faz um tempinho que não deixamos algo por aqui não é mesmo? Por isso voltamos com mais uma postagem pra vocês, nossos amados leitores.

Ontem foi domingo de Páscoa e, independente de religião, essa data significa renascimento, recomeço e esperança. Foi pensando nisso que resolvemos trazer para vocês uma música já um pouquinho antiga mas que possui uma mensagem tão linda em sua letra que para nós, continua sempre atual.

Don’t Stop Dancing foi gravada em 2001 e lançada em 2002 pela banda Creed e fez parte de seu terceiro álbum chamado Weathered. Escrita por Scott Stapp, vocalista da banda e Mark Tremonti guitarrista, a canção apresenta a irmã do vocalista, Aimee Stapp, no backing vocal e a participação do coral Tallahassee Boys’ cantando ao fundo.

A banda Creed foi formada em 1993, tocava gêneros como Post-grunge, Rock alternativo, Hard rock e Heavy metal, sofreu um hiato entre 2004 e 2009 e finalizou seus trabalhos em 2012. Continue lendo

– Harry Potter e a Câmara Secreta –

Boa noite amores e amoras,

Como faz algum tempo que não trago um trecho dos meus mais preferidos livros, ai vai o trecho de um dos livros que mais amo em toda essa vida.

— Então eu deveria estar na Sonserina — disse, olhando desesperado para Dumbledore. — O Chapéu Seletor viu poderes de Slytherin em mim, e… — Pôs você na Grifinória — completou Dumbledore, serenamente.

— Ouça, Harry. Por acaso você tem muitas das qualidades que Salazar Slytherin prezava nos alunos que selecionava. O seu dom raro de falar a língua das cobras, criatividade, determinação, um certo desprezo pelas regras — acrescentou, os bigodes tremendo outra vez. — Contudo, o Chapéu Seletor colocou você na Grifinória. E você sabe o porquê. Pense.

— Ele só me pôs na Grifinória — disse Harry com voz de derrota — porque pedi para não ir para a Sonserina…

— Exatamente — disse Dumbledore, abrindo um grande sorriso. — O que o faz muito diferente de Tom Riddle.

“São as nossas escolhas, Harry que revelam o que realmente somos, muito mais do que as nossas qualidades.”

— Harry ficou sentado na poltrona, atordoado. — Se quiser uma prova, Harry, de que pertence à Grifinória, sugiro que olhe para isto com maior atenção.

Dumbledore esticou o braço para a escrivaninha da Profª. McGonagall, apanhou a espada de prata suja de sangue e entregou-a a Harry. Embotado, Harry revirou-a, os rubis rutilaram à luz da lareira. E então viu o nome gravado logo abaixo da bainha. Godrico Gryffindor. — Somente um verdadeiro membro da Grifinória poderia ter tirado isto do chapéu, Harry — concluiu Dumbledore com simplicidade. Durante um minuto nenhum dos dois falou. Depois Dumbledore abriu uma gaveta da escrivaninha da Profª. McGonagall e tirou uma pena e um tinteiro. — O que você precisa, Harry, é de comida e de um bom sono. Sugiro que desça para a festa enquanto escrevo a Azkaban, precisamos ter o nosso guardacaça de volta.

E preciso preparar o anúncio para o Profeta Diário, também — acrescentou pensativo. — Vamos ter que contratar um novo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas… Ai, ai, parece que gastamos esses professores muito depressa, não é mesmo? Harry se levantou e saiu em direção à porta. Tinha acabado de levar a mão à maçaneta, quando a porta se abriu com tanta violência que bateu na parede e voltou. – Harry Potter e a Câmara Secreta

Trechos especiais do Livro Harry Potter e a Câmara Secreta – J.K. Rowling

Se interessou!!!

Submarino: http://compre.vc/v2/0becb4be

Americanas: http://acesse.vc/v2/80975f46

JoiceAssinatura

Canção de Outono

Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo,
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão,
se havia gente dormindo
sobre o próprio coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando àqueles
que não se levantarão…

Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
– a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão…

Cecília Meireles

JosyAssinatura

Battle Symphony – Linkin Park

Olá meus amores e minhas amoras :)

Hoje vamos falar de mais um lançamento no mundo da música. Um lançamento que cá pra nós me deixou um tanto quanto confusa.

Pra quem acompanha o Linkin Park desde o início sabe que essa banda vem tendo algumas transformações ao longo do tempo e parece que está saindo cada vez mais do Rock e entrando de cabeça no Pop.

E é o que essa música lançada no dia 17 desse mês veio nos mostrar. Battle Symphony é bem Pop, porém uma coisa que o Linkin Park não perdeu foi a capacidade de fazer música boa com letras perfeitas não é mesmo? A música possui um pop moderno com uma doce melodia de Chester Bennington, um dos vocalistas da banda. E sua letra fala sobre não desistir e seguir em frente sempre.

A música é o segundo single do novo álbum “One More Light”, que será lançado no dia 19 de maio de 2017. O primeiro single lançado do album foi Heavy que contou com a participação da cantora Kiiara, e também vale a pena conferir.

Curta abaixo Batte Symphony e nos diga o que achou dessa mudança do Linkin Park ;)

 

Música: Battle Symphony
Artista: Linkin Park
Compositor: Linkin Park

Álbum: One More Light
Lançamento: 2017
Gravadora:JosyAssinatura Warner Bros